A Roda de Samba sempre fez parte do cenário carioca e esta tradição que surgiu nos quintais do subúrbio do Rio de Janeiro, acabou ganhando a cidade e o Brasil. Hoje ir ao Rio ou estar no Rio de Janeiro e não ir numa roda de samba é quase um pecado. Atendendo a pedidos depois do sucesso das 10 rodas de samba mais tradicionais do Rio de Janeiro, separamos as 15 rodas de samba imperdíveis no Rio de Janeiro para você entra na roda e cair no samba!

1 – Terreiro de Crioulo

O projeto nasceu no ano de 2012 em Realengo-RJ. Uma roda de samba tradicional buscando enaltecer os grandes mestres do Partido Alto, Samba de Terreiro, o verdadeiro samba raiz que reúne a família e amigos com aquela feijoada, o peixe frito na hora, crianças brincando no quintal. Uma roda de samba com aquela energia boa que os antigos terreiros de chão pisado tinham pra reunir a todos. O Terreiro de Crioulo acontece todo final de semana no Rio de Janeiro a partir das 14h em Realengo e estendeu-se para outros estados acontecendo também em São Paulo e Salvador .

2 – Samba da Feira

A roda de samba “Samba da Feira” é um evento gratuito que acontece toda semana (Sábados) a partir das 16h nos galpões do Engenhão, em Engenho de Dentro. O acesso é bem fácil de metrô ou de ônibus e reúne cerca de 2 mil pessoas todo sábado segundo os organizadores. A roda de samba sempre trás grandes nomes e convidados especiais cumprindo a sua missão de transmitir alegria, fomentar a cultura e levar entretenimento para o público através do bom e velho samba!

3 – Samba Luzia

O Samba Luzia é uma roda semanal, acontece toda sexta-feira a partir das 22horas no centro do Rio de Janeiro (Av. Alm. Silvio de Noronha, 300). É uma espécie de Terreiro popular de samba de raiz com cobertura, 3 bares, amplo espaço externo e shows de estilos populares, com uma atração diferente a cada semana. A vista pra Baia de Guanabara é uma atração a mais.

4 – Feira das Yabás

Na Feira das Yabás, tem samba, tem comida e tem aquela energia maravilhosa de Oswaldo Cruz. Idealizado por Marquinhos de Oswaldo Cruz a Feira das Yabás é tradicional e acontece todo 2º domingo do mês na Praça Paulo da Portela. Pra ficar melhor o evento é de graça e reúne gastronomia afrobrasileira carioca, além de muito samba. Ali é fácil encontrar ilustres mestes das velhas guardas da Portela, do Império e de várias outras escolas. Um ambiente aconchegante, familiar e cheio da energia boa do samba. Yabá na verdade não é só um nome significa Mãe Rainha e é o termo dado aos orixás femininos, Yemanjá e Oxum. Então esta é uma roda mais que especial, é uma roda sagrada.

5 – Roda de Samba do Quilombo do Grotão

O Quilombo do Grotão é uma comunidade tradicional, remanescente de quilombolas e símbolo de resistência cultural e ambiental de Niterói. Com mais de 70 anos de história, o local se consolidou como território de cultivo da cultura afro tendo entre seus objetivos o de desenvolver dentro da Comunidade projetos para reduzir a desigualdade social e fomentar a cultura Afro Brasileira preservando suas tradições mais autênticas com capoeira, jongo e oficinas. As rodas de samba acontecem geralmente aos sábados e/ou domingos sempre a partir das 13hs, acompanhados daquela feijoada feita na lenha. huuuum, deu água na boca!

6 – Projeto Criolice

O Projeto Criolice ocorre todo terceiro domingo de cada mês (com inicio geralmente as 16hs) na Arena Fernando Torres no Parque de Madureira. É considerado como a maior roda de samba do Rio de Janeiro. O ambiente é familiar, reúne música de qualidade, roupas, acessórios, culinária, oficinas e outros elementos da cultura negra num só lugar.

7 – Sambastião

A Roda do Sambastião nasceu no dia de São Sebastião em 2012, a partir de uma promessa feita por Marcelo Paxu após sofrer alguns infartos e precisar fazer pontes de safena. Nascida desta tradição que reúne fé e samba no ambiente sagrado da roda de samba o evento apadrinhado por Ataulpho Alves Jr. acontece aos sábados na Praça Luis de Camões na Rua Russel – Glória e vai das 15h as 22h com muito samba!

8 – Samba na Serrinha

Berço do Jongo, o Morro da Serrinha é conhecido por preservar as tradições culturais que deram origem ao Samba. E neste lugar praticamente sagrado, uma roda de samba semi-acústica de exaltação ao Império Serrano acontece todo último domingo do mês a partir das 14h aos pés do morro da Serrinha.

9 – Samba da Cabeça Branca

A roda de samba “Samba da Cabeça Branca” começou em 2013 e o nome “Cabeça Branca” faz referência a tudo aquilo que aprendemos com os mais antigos. Assim a roda de samba é feita do mais autêntico Samba de Raiz exaltando obras de diversos nomes do samba como Candeia, Aniceto do Império, Roberto Ribeiro, Almir Guineto entre outros. Mas também garante espaço para uma seleção de obras de novos compositores da região. A roda Samba da Cabeça Branca acontece em Padre Miguel no Bar do Produto aos sábados ou domingos a partir das 14h. O movimento “Cabeça Branca” vem crescendo e realiza shows em outras partes do Rio de Janeiro, em São Paulo e também em Salvador.

10 – Samba dos Guimarães (Mercado das Pulgas)

O Samba dos Guimarães ou Samba das Pulgas é uma roda de samba que acontece no Mercado das Pulgas no Coração de Santa Teresa, num espaço lindo e agradável para todas as pessoas e idades que queiram curtir o melhor do samba regado a muita comida e bebida na medida certa. Acontece tradicionalmente aos sábados a partir das 19:30h.

11- Quintal do Alvinho

Esta é uma roda de samba que resgata o mais puro samba de raiz. Aqui não tem microfone. É uma roda de samba com todos cantando no gogó marcada na palma da mão num verdadeiro clima de quintal que resgata as rodas de samba do início dos anos 20. Acontece no Quintal do Alvinho na Rua Guilhermina na Abolição, geralmente as sextas, sábados e domingos em horários que variam com inicio as 14h ou 20h dependendo do dia.

12 – Samba do Bip Bip

A roda de samba se forma todo quinta, sexta e domingo em horários variados dependendo da programação no autêntico pé-sujo carioca, no que esta expressão traz de melhor, em seus diminutos porém aconchegantes 18 metros quadrados se transformou num patrimônio cultural carioca ao longo de sua história, localizado em Copacabana ( R. Alm. Gonçalves 50) . O ambiente é super carismático regado a alegria, bons petisco e cerveja geladíssima do jeito que o povo gosta. As segundas e terças tem Choro e as Quartas Bossa Nova.

13 – Samba de Lei

Esta Roda de samba foi fundada em 2011 e é comandada por Thiago Torres (voz e violão) e Wagner Silveira (pandeiro). Em seu repertório releituras de sucessos do mundo samba, especialmente alguns êxitos compostos por Cartola, membros da Velha Guarda da Portela e Chico Buarque. O Samba de Lei acontece com regularidade todas as sextas-feiras, das 18 horas às 23 horas na Pedra do Sal. Esta roda em geral mobiliza mais de quinhentas pessoas por edição.

14 – Quintal de Madureira

A Roda de Samba Quintal de Madureira é produzida pelo Grupo Papo de Quintal e acontece todo terceiro domingo de cada mês a partir das 16h em Turiaçú sempre com um convidado especial. No repertório muito samba de raiz que se misturam aos sucessos do momento. Um projeto bem legal de conhecer e curtir um bom samba.

15 – Festa da Raça (roda de samba)

Surgindo a partir da reunião de músicos de samba a Festa da Raça virou roda de samba reunindo-se no Parque de Madureira ou na Praça Tiradentes sempre aos finais de semana (sábados ou domingos a tarde). Fazendo samba inédito, autoral, ou da escola que os forma como músicos e homens que são, a roda de Samba Festa da Raça acabou se tornando itinerante e hoje a roda se forma em diversos lugares do Rio de Janeiro, São Paulo e outros estados, sendo presença garantia inclusive no Rock in Rio dia 03 de outubro no Palco Favela. Neste eneágono a alegria e a musica estão sempre presentes; uma labuta onde a tristeza não resiste, onde publico mergulha facilmente nas ondas sintonizadas dessa “festa”.



1 COMENTÁRIO

  1. Faltou umas das Melhores. Projeto cultural samba na calçada de Madureira. Rua. Francisco Batista s/n Madureira
    Embaixo do viaduto de Madureira
    Obrigado

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome