28.9 C
Brasil
segunda-feira, fevereiro 26, 2024

Loja Sambando

spot_img

Tatau lança pagode em parceria com Péricles, “Brincante”

Tatau, ex-Araketu lança música e clipe com participação de Péricles.

Você viu?

spot_img

Algum tempo em carreira solo, Tatau lança o hit “Brincante”, dueto com Péricles. O artista, com passagem marcante á frente do Araketu, manda o recado para os fãs da Bahia e de todo Brasil, agora assume o pagode, não o pagode baiano, mas sim, o pagode nacional, estilo sorriso maroto, thiaguinho, etc.

A música foi lançada para um evento feito pela equipe de Tatau para convidados na última sexta-feira (22), no Rio Vermelho. Na ocasião, Tatau apresentou a canção ao vivo pela primeira vez e também mostrou alguns arranjos de suas músicas clássicas em ritmo do pagode. Para o público geral, a música foi liberada no sábado (23), com exclusividade no programa Caldeirão do Mion, na Globo.

A aproximação de Tatau vem acontecendo aos poucos. Pense na batida do sucesso Mal Acostumado, ouça com carinho o ritmo de Tentação, Minha Razão de Viver ou Tá Na Cara que o pagode estará por ali. É bem verdade que menos nítido do que em Brincante, que Tatau classifica como um pagode mais atual.

A relação de Tatau com o pagode também está presente nas composições, principalmente com o Sorriso Maroto. O Que Tinha Que Dar, Futuro Prometido e Ainda Existe Amor em Nós são exemplos de músicas de sucesso escritas por ele.

Ele avalia que a música é diferente dos pagodes que já gravou e está mais alinhado com o que Dilsinho, Mumuzinho e Ferrugem fazem. A aposta de Tatau na música é bem nítida: tanto na voz enquanto fala do projeto, quanto olhando as pessoas que estão junto a ele no lançamento do single.

Além do nome de Péricles na voz, o clipe é estrelado pela dupla ao lado de Viviane Araújo e produzida por Velho Marlon e Pierrot Júnior – este último escreve para Péricles, Thiaguinho e Turma do Pagode, só para ficar em alguns exemplos. Dessa maneira ele busca nacionalizar mais a produção.

“Eu sinceramente amo o carnaval da Bahia, de Salvador, já fiz muitos e acho que tenho uma história muito mostrada aqui. O momento hoje pede que não mergulhe a cabeça no bairrismo e regionalismo, tem que haver a noção de um mundo globalizado e quem nos trata com dignidade, respeito e chama para fazer parte de eventos pelo país a gente vai. São outras portas e mercados que consigo abrir e estão disponíveis pra mim”, aponta.

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Confira também

Fundo de Quintal

O Fundo de Quintal surgiu no dia 20 de janeiro no final da década de 1970 dentro do bloco carnavalesco Cacique de Ramos,...
- Você também pode aparecer aqui -spot_img

Você também vai gostar

- Publicidade -spot_img