Dona Ivone Lara, a grande dama do samba, morreu na noite deste 16 de abril,  aos 97 anos.

Dona Ivone Lara foi internada no dia do seu aniversário de 97 anos, (13 de abril) em função de insuficiência cardiorrespiratória no Leblon, Rio de Janeiro.

Uma das mais ilustres e respeitadas vozes do samba deixou um legado de canções e fãs além de uma infinidade de afilhados que tinham em Dona Ivone Lara não só uma madrinha de carreira, mais uma fonte de inspiração.

Era uma mulher simples, com ar de timidez, mas que guardava uma força inspiradora: Numa época que o reduto de compositores de samba era dominada por homens, Dona Ivone Lara  ousou compor e nunca deixou de se dedicar a esta paixão até os últimos dias de sua vida. Nos últimos 5 anos, compôs mais de 40 músicas.

E depois de viver plenamente os seus sonhos, ela finalmente foi chamada por Deus para compor sambas para alegrar o céu, mas será imortal em nossos corações, na história da cultura brasileira, deixando seu nome escrito ainda no livro das grandes mulheres que lutaram pela igualdade.

O velório de D. Ivone Lara será nesta terça-feira, na Quadra da Império Serrano em Madureira.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome