Daniela Mercury nome artístico de, Daniela Mercuri de Almeida (Salvador, 28 de julho de 1965), é uma cantora, compositora, dançarina, produtora. Vencedora de um Grammy Latino, por seu álbum Balé Mulato, recebeu também seis Prêmios TIM de Música, um prêmio pela APCA, três prêmios Multishow e dois prêmios pelo VMB, de melhor videoclipe e fotografia. É a artista que mais vendeu discos na história de Portugal.

Daniela é uma das maiores cantoras, e mais famosas de axé music. Desde de 1991 até hoje, Daniela lançou diversos álbuns e singles (sendo 14 em primeiro lugar e 24 Top 10), vendendo mais de 20 milhões de discos em todo o mundo.6 Entre os seus maiores sucessos, encontram-se “O Canto da Cidade”, “Rapunzel”, “Maimbê Dandá”, “À Primeira Vista”, “Swing da Cor”, “Mutante”, “Nobre Vagabundo” e “Ilê! Pérola Negra (O Canto do Negro)”.

Ela gravou um DVD comemorativo de 25 anos do Cirque du Soleil e fez parte do Festival de Jazz de Montreal. Além disso, Mercury foi convidada para participar do DVD de Alejandro Sanz, e cantar com Paul McCartney, em Oslo, na Noruega, durante a entrega do Prêmio Nobel da Paz.

Em 2009 a cantora lançou o seu mais recente trabalho, denominado Canibália, junto com o álbum, Daniela lançou uma turnê internacional, que até hoje, totaliza mais de 23 apresentações.

daniela-mercury-texto-sambandoO álbum gerou três singles, até agora, “Preta”, com Seu Jorge, “Oyá Por Nós”, com Margareth Menezes e “Sol do Sul”. Neste mesmo ano, Camille Paglia, escritora e uma das mais importantes intelectuais na área cultural, e que nutria uma “paixão” intelectual por Madonna, declarou que Daniela Mercury é a artista que Madonna gostaria de ser.

Em 2010 o trio-elétrico de Daniela comemorou 60 anos e, a artista, 20 anos de carreira. Em entrevista Daniela declarou que produzirá um filme sobre a história do Axé, projeto que ainda não tem diretor definido. No Carnaval de 2010, Daniela, ao lado de Marcelo Quintanilha, compôs “Andarilho Encantado”, single cantando pela primeira vez no “Pôr do Som”, show realizado no Farol da Barra, em Salvador.

Em fevereiro de 2013 a cantora foi convidada para uma entrevista ao programa Leading Women, da CNN Internacional, e foi anunciada pela emissora como a “Madonna brasileira”. A atração destaca as mulheres mais influentes do mundo em suas áreas de atuação.

Alguns consideram que O Canto da Cidade foi o precursor do movimento samba-reggae, logo chamado de “axé music”, ganhando força em todas as regiões do país e permitindo que outros artistas do gênero, tivessem destaque no cenário musical brasileiro. Acredita-se que, também, a partir deste álbum que o carnaval da Bahia passou a ter divulgação maciça na mídia. Mercury experimentou, durante este período um auge de popularidade pouco visto na história da indústria musical brasileira, sendo apelidada de “furacão da Bahia” e “rainha do axé“.

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome