Desde o início, em 2001, o Casuarina tem se destacado pela capacidade de conciliar a reverência à tradição do samba carioca à atitude moderna de quem cresceu embebido no rock e na música pop.

Se engana, no entanto, quem espera que a banda, formada por Gabriel Azevedo (voz e pandeiro), Rafael Freire (cavaquinho), Daniel Montes (violão), João Fernando (bandolim) e João Cavalcanti (voz e tantan), toque alguma espécie de híbrido samba-pop. O que a banda apresenta é o produto legítimo.

“O Casuarina é um grupo de samba, com instrumentação de samba, com uma história ligada ao samba”, diz João Cavalcanti, “mas a gente traz uma bagagem que vai do funk americano ao funk carioca, do rock e do pop à música nordestina”.

Em seu primeiro DVD, “MTV Apresenta: Casuarina”, gravado ao vivo na casa carioca Fundição Progresso, o grupo reproduziu a roda de samba que realizou na Fundição durante três anos, sempre com convidados. Desta vez, receberam personagens ilustres tanto do universo do samba, como Roberto Silva e Wilson Moreira, como da música pop, como Moska e Roberto Frejat.

casuarina-texto-sambandoO grupo Casuarina não surgiu exatamente na Lapa. Foi formado por estudantes de música da UniRio, nos saraus que aconteciam depois das aulas. Um dos integrantes do Casuarina é João Cavalcanti, filho de Lenine.

Durante mais de dez anos, o grupo cresceu, se aperfeiçoou e ganhou espaço e respeito no cenário musical carioca. È um dos responsáveis pela revitalização da Lapa ao lado de Tereza Cristina e outros nomes.
Em 2013, lançaram o DVD de dez anos de carreira, com participações especiais, entre elas, Lenine, Áurea Martins, Moyses Marques, Pedro Miranda, Zé Paulo Becker, Nilze Carvalho e muitos outros convidados.

O DVD consagrou o grupo como afinado, definido, original e profissional. Um verdadeiro exemplo da boa qualidade musical que o Rio de Janeiro conseguiu moldar e mostrar ao mundo durante sua história. Aliás, o Casuarina é um dos mais ilustres representantes da musicalidade carioca e vem se tornando um dos mais requisitados grupos de Samba do Brasil.

O berço da boemia carioca, a famosa Lapa, é o seu quintal, a Fundição Progresso é a sua casa e lá, principalmente nos meses de Janeiro até o Carnaval, ilustres nomes da música brasileira fazem questão de se apresentar ao lado do Casuarina.

Em 2015, em mais uma iniciativa inovadora, eles brindaram os amantes da boa música com uma atitude no mínimo plausível: Para um dos mais esperados shows do Casuarina, ao lado da diva Maria Rita, uma campanha em prol dos animais abandonados acolhidos pelo Grupo de Resgate e Reabilitação Animal (G.A.R.R.A): a doação de um quilo de alimento (ração premium), dava direito a meia-entrada.

Um gesto nobre que fez o Casuarina ganhar ainda mais fãs, uma vez que, além de qualidade musical, o grupo demonstra com atitudes assim, que a sua qualidade vai muito além da qualidade musical.

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome