23.4 C
Brasil
segunda-feira, fevereiro 6, 2023

Loja Sambando

spot_img

Samba-enredo da Unidos da Tijuca para o Carnaval 2023 já está definido!

Baía de Todos Os Santos é tema do enredo da escola do Borel

Direto das redes

spot_img

A Unidos da Tijuca definiu na madrugada de sábado para domingo seu hino que servirá de trilha sonora para o carnaval 2023 “É onda que vai… É onda que vem… Serei a Baía de Todos os Santos a se mirar no samba da minha terra”, do carnavalesco Jack Vasconcelos. A escola, que recebeu onze composições inscritas na safra mais elogiada de sua história, escolheu o samba da parceria de Julio Alves, Claudio Russo e Tinga. A amarelo ouro e azul pavão contará na Avenida as histórias das águas da Baía de Todos os Santos com enredo assinado e desenvolvido pelo carnavalesco Jack Vasconcelos.

A parceria campeã é formada por um trio de grandes nomes: Julio Alves é autor do samba exaltação “O dia vai chegar”, Claudio Russo é multicampeão de belos sambas do carnaval e estreou na ala de compositores da Unidos da Tijuca esse ano com pé quente e Tinga foi intérprete oficial da escola entre os anos de 2014 a 2018.

Confira a letra do samba-enredo vencedor:

Compositores: Julio Alves, Cláudio Russo e Tinga

Oh! Mãe deste meu espelho D água

O mar interior tupinambá

Kirimurê das ondas mansas

Onde aprendi a navegar

No primeiro de novembro

Da real capitania

No olhar dos invasores

A cobiça, a maresia

Nesse eterno dois de julho

Sou caboclo rebelado

Terra que banho de luta

Pau Brasil, barril dobrado

Iluayê toca o sino da igrejinha

Ilêayê atabaques e agogôs

Pra louvar meu Santo Antônio

Pra saudar meu pai Xangô (kaô meu pai kaô)

Beira de baía que deságua minha fé

Pode ser na missa, ou no xirê do candomblé

Marinheiro só, marinheiro só

O leme do meu Saveiro

Quem conduz é o pai maior

Bota dendê e um “cadinho” de pimenta

Que a marujada vem provar o vatapá

É no mercado, na Lapinha, ou na Ribeira

Se tem samba e capoeira

Camafeu também está

Odoyá Mamãe sereia

Orayeyeô Mamãe do Ouro

No encontro dessas águas, reluziu o meu tesouro

Opaí ó! É carnaval, onde a fantasia é eterna

Com a Tijuca, a paz vence a guerra

E viver será só festejar (bis)

Um banho de axé, pra purificar

Um banho de axé nas águas de Oxalá

Sou tijucano rompendo quebrantos

Eu canto a Baia de Todos os Santos

Fotos: Geissa Evaristo

- Publicidade -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Confira também

Jammil

EM 1994 Tuca Fernandes (ex vocalista), Manno Góes (baixo e vocal) e Roberto Espínola (guitarra e vocal) se juntaram para formar uma grupo que misturasse axé music com samba-reggae, começando...
- Você também pode aparecer aqui -spot_img

Você também vai gostar

- Publicidade -spot_img