De tão forte que é nosso samba e o nosso choro, o país se encontra numa união em prol da boa música e por onde se passa tem alguém batucando, alguém cantarolando um “samba velho sempre novo”, ou um “samba novo feito como antigamente”.

Levantando essa bandeira, existem pessoas que de forma autêntica, vem dando seu recado, mostrando para que vieram, fazendo samba como os que chegaram antes, mostrando de fato o que temos de bom.

Os projetos de composições autorais vem ganhando força nesse Brasil grandioso e talentoso, fazendo crescer e estimulando o nosso compositor que não tem oportunidade de mostrar suas músicas nas grandes mídias.

Com o poder da divulgação por meio da Internet e dos projetos autorais, o cenário está sendo mudado e aos poucos todos estão mostrando um pouco do prazer que é compor.

Em Natal não é diferente, mas temos um tempero especial e o trabalho autoral é forte sim senhor!

Em agosto de 2017, surgiu na capital “Potiguar”, um projeto para que os compositores tivessem como mostrar suas composições, sua letras, que muitas vezes ficavam engavetadas impedindo assim uma divulgação ao público.

O “RN Autoral do samba ao choro”, tem como finalidade divulgar sambas e choros do nosso solo potiguar e também as parcerias com compositores de outros Estados, fazendo assim um intercâmbio cultural dentro desses dois gêneros genuinamente brasileiros.

Na primeira edição ao ser formalizado, o projeto ‘RN Autoral do Samba ao Choro’, teve apresentados como padrinhos, nada mais, nada menos que: Didu Nogueira e Jorge Simas , que aceitaram de imediato o convite feito por Anna Fernandêz e Marieta Maia, idealizadoras do projeto e vieram cantar e encantar ainda mais o RN Autoral.

Entre os intercâmbios com outros Estados, o projeto já recebeu nomes como: Marcio Viana (CE), Gugu do Cavaco (CE), Paulo Perdição (PE), Dandara Alves ( PB) e muitas outras parcerias a serem formalizadas e concluídas nesse ano de 2018, segundo Marieta Maia.

Falando ainda sobre essa união com outras cidades, o RN Autoral do samba ao choro terá mais uma edição no dia 21/04, dentro do projeto: ‘Mesa de samba Autoral de Pernambuco’ a convite de Paulo Perdigão e da grande Selma do Samba. Ainda dentro dessa proposta de divulgação e expansão autoral, existe uma grande possibilidade de uma apresentação em João Pessoa e algumas cidades do interiot do RN, dando assim oportunidades para alguns compositores de samba e choro, que não podem vir para a capital.

Em Natal, assim como em todo país, tem um grande número de compositores que se destacam no cenário nacional e por essa razão, esse projeto vem fortalecer e unir todos em prol de um único objetivo, que é fortalecer o samba e o choro. A união entre os novos compositores e os que já tem uma certa bagagem só demonstra que o samba e o choro ainda tem muito para oferecer para o nosso povo.

No caderno passado, que foi de Agosto a Novembro de 2017, sendo quatro edições, o projeto mostrou ao público 20 composições, entre sambas e choros. No primeiro caderno de 2018, que aconteceu no dia 08/03, o projeto teve 25 música , que serão executadas em quatro edições que irá até o mês de Junho.

O RN Autoral é um projeto mantido pelos próprios compositores, já que não é cobrada entrada e não existe infelizmente, nenhuma ajuda de órgão público ou privado. O samba acontece no bar de Nazaré, adjacências do Beco da Lama no Centro histórico de Natal, realizado sempre na segunda quinta-feira de cada mês, tendo início ás 19h.

Assim caminha nosso Samba, nosso choro, nossa música, com os seus soldados seguindo firmes e fortes defendendo e cultivando nossas raízes, nosso chão, nosso lugar, o meu lugar, o seu lugar. Cada um fazendo sua parte para que não morra nunca essa riqueza que é nossa, que nos foi presenteada pelos que vieram antes de nós. Viva o nosso povo que não foge da luta pelos seus ideais, viva o nossa gente que tem a música como arma para abrandar os corações cobertos de dor.

ESSE É O MEU LUGAR!

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome