O preparador físico da seleção brasileira Paulo Paixão não brinca em serviço e nem no comando do samba que embala a seleção brasileira nas horas vagas e nas comemorações das vitórias. Sempre com um pandeiro, tamborim ou outro instrumento de percussão na mão, ele puxa o samba ao lado de Dante, Daniel Alves, Neymar, Willian e faz a roda. Na última vitória do Brasil sobre Camarões em Brasília, quem pensava que a Seleção iria voltar para a Granja Comari cansada e dormindo se enganou. De Brasília ao Rio de janeiro ninguém dormiu. A batucada rolou solta e quem estava no comando da roda? Paulo Paixão. Salguerense de Coração este carioca não esconde a sua alegria de sambar: “Amo o samba, amo o Salgueiro e desfilo todo ano. O samba trás energia, trás alegria e vitalidade para todos nós”. Se depender de Paulo Paixão, esta alegria vai contagiar a Seleção até o Final da Copa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome