A Estação Primeira de Mangueira encantou mais uma vez a Sapucai levando para a avenida a fé do brasileiro e a beleza do sincretismo religioso que reúne em paz as religiões africanas e a fé cristã.   Nossa Senhora Aparecida, passou pela passarela do samba de Porta Bandeira, enquanto o círio de Nazaré teve uma composição especial com suas marcantes cordas. Em harmonia com  as emblemáticas figuras da Mãe de Deus tão presentes na fé católica, Iemanjá e Oxum  também tinham seu lugar de destaque. Mas a imagem mais emblemática do desfile como exemplo da  tolerância religiosa no Brasil e que é exemplo para todo o mundo, foi a composição que trazia, numa peça única, Jesus e Oxalá. O resultado de um desfile tão emblemático e cheio de fé foi o Estandarte de Ouro elegendo a Mangueira como melhor escola do Carnaval 2017.

A Comissão de Frente da União da Ilha, sobre o comando de Carlinhos de Jesus, também recebeu o título de melhor do carnaval. O premio de Mestre Sala foi para Sidclei do Salgueiro e o de POrta Bandeira para Veronica Lima da Grande Rio.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome