Erásmo Carlos, o tremendão, não tem só rock nas veias. Seu sangue também se aquece com o bom e velho samba.

Aliás dando uma olhadinha para a carreira de Erasmo Carlos, podemos afirmar que ele sempre foi do samba.

Na verdade, podemos destacar três sambas de sucesso feitos pelo tremendão: ‘Coqueiro Verde’, ‘Cachaça Mecânica’ e ‘O Comilão’ que estiverem entre grandes paradas de sucesso das radios brasileiras e pelo mundo afora sem deixar de lembar de ‘Nasci Numa Manhã de Carnaval’ e ‘Samba-Rock’.

Num resgate deste seu lado sambista um pouco esquecido mas de muito sucesso, Eramos resolveu mostrar que sim, seu coração bate forte pelo samba:
Assim lançou o EP ‘Quem Foi Que Disse Que Eu Não Faço Samba?’, pra ser lançado em dezembro mês em que é celebrado o dia nacional do Samba.

O novo trabalho inclui o samba “Maria e o Samba”, composto por Erasmo Carlos em 1959 e que foi interpretado por Roberto Carlos quando era cantor da noite em Copacabana.

Prá ficar ainda melhor, o repertório do novo trabalho inclui parceria com Max Castro com ‘História da Morena Nua Que Abalou As Estruturas do Esplendor do Carnaval’, ‘Sem Anjo na Multidão’, ‘Samba Rock’, ‘Samba da Preguiça’, ‘Medley de Samba’, ‘Mané João’ e ‘Moço’ de 1972 feira em parceria com Roberto Carlos para a novela global “O Bofe”.

Antenado com a modernidade dos temos atuais que aproximam o artista do público, o EP será lançado juntamente com vídeos das gravações na plataforma youtube.

Para ele é um trabalho que “Não tem mentira”. É a verdade do talento de Erasmo aliado a beleza e autenticidade do bom e velho samba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome