Brasilidade, esta seria a palavra ideal para definir o trabalho de Ju Morais.

Para quem ainda não a conhece, ela se apresenta na faixa título “Palma da Mão” do cd e DVD “Um Samba em cada canto”:

“…Maínha eu tô de maresia, Eu venho do mar da Bahia, com água de coco e canção Poemas do meu violão…”

Nascida e criada a terra de todos os santos e encantos, ela é um exemplo do que a Bahia tem de melhor: sua riqueza cultural, a beleza tipicamente brasileira e o talento de cantar e encantar.

Na Adolescência, o Rock Nacional de Renato Russo, a voz de Marisa Monte e outros baianos, levaram Ju a se apaixonar pela música e aprender tocar sozinha violão. E, o violão, os amigos da adolescência e a paixão pela música numa cidade inspiradora como Salvador, levaram Ju a navegar por mares diferentes do que geralmente fazem os cantores baianos: Apesar de ter uma voz marcante e firme, ao invés de seguir a trilha fervorosa do axé, resolveu cantar samba e montou em 2009 o Samba D´Ju, apresentando-se no Botequim São Jorge, no Rio Vermelho em Salvador.

O canto da “sereia baiana”, logo chamou a atenção de um público que se tornou fiel ao Samba D´Ju. Apesar de não lançar nenhum disco de carreira, Ju Moraes começou a sair do circuito de Salvador e fazer shows em outras capitais. Foi então que surgiu a chance de mostrar seu talento para o Brasil inteiro no The Voice da TV Globo.

Com personalidade forte e certeza sobre o que quer, como não poderia deixar de ser, Ju cantou e encantou o público e os produtores do programa: “ela canta com expressão, com o corpo inteiro, não é apenas a voz, é o todo”, afirmou o produtor musical do The Voice Torcuato Mariano. E foi assim até chegar a semi-final do Reality Show Musical sendo aplaudida de pé e eleita como uma das mais belas vozes a se apresentar no programa.

A união entre os diversos ingredientes da musicalidade brasileira – misturados a elementos do Samba e influências da música baiana – é o resultado desse caldeirão musical que agora é conhecido em todo Brasil. Mas quem pensa que Ju só canta, engana-se: Além de cantar ela ainda compõe lindamente.
O novo trabalho “Um samba em Cada Canto”, promete mostrar um pouco da sua trajetória, trazendo músicas autorais e participações de grandes nomes como Carlinhos Brown.

Como diz a letra de “na palma da mão” composta por ninguém menos que Saulo Fernandes, Dom Chicla e Mikael Mutti:

“O bem maior do sonhador compositor, é entender a nota de um coração”.

E Ju revela que possui este bem maior, ao conseguir de maneira sem igual, mostrar para o Brasil, a beleza do samba e da música brasileira, com a propriedade de quem sabe, como ninguém, entender e interpretar as notas de um coração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome