Seu disco de estreia em 1996, foi gravado em homenagem a Paulinho da Viola e recebeu o Premio Sharp como Melhor Cantora Revelação de Samba. Quatro anos depois, lançou “Samba.com” trazendo canções de Candeia, Monarco, Wilson Moreira, Zeca Pagodinho entre outros com participação de Dona Ivone Lara, sendo apontado pelo O Globo e pela Folha, como Melhor cd de Samba do Ano.

Nos anos seguintes, Dorina continuou mostrando com o seu talento, que a rodas de samba também é lugar para mulher, recebendo sempre premiações e excelentes críticas ao seu trabalho. Foi uma das fundadoras do Bloco Mulheres de Zeca além de participar do Sambabook de Martinho da Vila.

E aqui no Sambando.com, esta grande Sambista vai dividir com vocês um pouco das suas histórias como mulher e sambista.

Fiquem ligados na coluna Dorina Samba!

Texto e fotos cedidos pelo colunista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome