Araketu: Show de energia contagiante!

O ARAKETU começou o seu trabalho como banda musical em 8 agosto de 1989 a partir do bloco Araketu que já existia desde 1980.

Sem deixar de lado a ênfase ligada à prática percussiva, o Araketu no formato de Banda, iniciou um período de shows internacionais,  ainda no final dos anos 80, levando para países da Europa, América Latina e Estados Unidos toda a energia da música que se produzia na Bahia em shows de tirar o fôlego.

Em 1990 incorporou novos elementos a seus shows e  suas músicas . Estes novos elementos foram trazidos pela diretora do Bloco Araketu que ao visitar o memorial da Ilha de Goré Almadie, no Senegal,  conheceu de perto a musicalidade moderna africana: música de origem tribalística, percussiva, misturada a sintetizadores, samplers e instrumental eletrônico.

Assim o Araketu introduziu em seus shows estes elementos de origem afro, porém adaptados a rítmica brasileira: Tambores tribalísticos africandos que se misturavam com samba, musica nordestina e toques de candomblé. O resultado não poderia ser diferente:

Ao incorporar um estilo próprio e inovador a sua música, que levam mais força as suas canções,  com letras que cantavam a realidade do povo brasileiro, suas alegrias, emoções e motivações  com símbolos e códigos das etnias afros,  os shows do Araketu viraram sinônimo de emoção e grande público. 

O Bloco Araketu

AraKetu é música que se ouve do alto, do som dos tambores e atabaques percussivos, que ecoa dos Povos de Ketu, levados pelo vento, até tomar conta de uma nação.

O Bloco Araketu foi  formado por um grupo de foliões de Periperi, Subúrbio Ferroviário de Salvador, no dia 08 de março de 1980, com o intuito de fortalecer os signos da cultura afro-baiana através da música.

As tradições culturais da Bahia e da África são temas que impulsionaram o bloco Araketu, que passou a fazer parte do carnaval de Salvador como um importante divisor de águas, desfilando as cores azuis e brancas, com motivos que evidenciam as tradições afros.

O AraKetu percussivo tomava as ruas, levando uma multidão de pessoas que se encantavam pela batida forte e marcante da percussão. Em março de 1980 nascia o Instituto AraKetu – IAK, e com ele, a esperança em transformar vidas.

O IAK dá o direcionamento, abrindo os caminhos para quem vivia em regiões menos favorecidas pudesse agarrar seus sonhos e torná-los realidade através da arte, da cultura e da cidadania.

O Instituto Educativo e Cultural AraKetu localiza-se no Subúrbio Ferroviário de Salvador, e atinge um grande número de famílias que moram nos bairros dessa região, muitas delas vivendo em situação de risco, em áreas de invasões e encostas. Com uma filosofia humanista, o IAK vê nessa região a necessidade de criar algo que interfira positivamente na vida das famílias, proporcionando através de ações sócio-educativas, esportistas e artísticas uma nova atmosfera aos jovens.

Depois da passagem de Tatau, Larissa Luz assumiu os vocais da banda, levando a força feminina para os shows do Araketu.

Em 2015 com dois vocalista, o Araketu  subiu as ladeiras de Salvador e do Brasil agitando ao som de Tonho Matéria e Érico Brás, ator global conhecido pelo personagem Jurandir da série “Tapas & Beijos”.

A partir de 2016 Linnoy que sacudiu o Brasil no comando da banda Os Sungas, recebeu com alegria o convite para fazer parte da história do ARAKETU, levando para todo Brasil shows repletos de swing, alegria, alto astral e muita sinergia com o público.

Contratar o Araketu para shows e eventos corporativos e sociais ficou mais fácil.

CLIQUE AQUI ou ligue:

Telefones: (71) 3512-0818  / (21) 3823-0535

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde!
    Gostaria do contato da pessoa responsável pelos Shows e marketing da empresa Sambando. Tenho interesse em apresentar e cadastrar a RC LED, empresa especializada em locação e venda de PAINÉIS DE LED em alta definição. Ideal para publicidade (Indoor/Outdoor), SHOWS, congressos, feiras, eventos e muito mais.
    No aguardo de uma oportunidade de trabalho em seus Shows.

    Att.
    Elias A.Macedo
    Cel.(11)99126-2126.

Deixe uma resposta para Elias Amaro Macedo Cancelar resposta

Entre com seu comentário
Por favor, digite seu nome