Samba estampado em cartas pelo mundo

Após cem anos de história, o Samba estará estampado nas cartas que viajam o mundo a partir do Brasil, através de um Selo Comemorativo alusivo ao centenário do samba.

E não poderia ser diferente.  Reconhecido internacionalmente como a mais original expressão da nossa cultura, o Samba, está presente no cotidiano da vida do brasileiro independente da situação política, social ou econômica do país.

Desde os primórdios, desde os ancestrais africanos as rodas de Samba sempre foram lugar de encontro para, em versos e melodias,  protestar contra a opressão, falar de liberdade através da canção, chorar  de tristeza ou de alegria e entoar versos de esperança.

Se olharmos bem, muito embora o Brasil tenha uma riqueza cultural imensa,  distribuída em vários outros ritmos, o Samba, ocupa lugar especial no que se refere a conseguir expressar, em forma de ritmo, de música, a própria alma, a própria personalidade do povo brasileiro.

O respeitado jornalista Geraldo Carneiro,  em coluna do “O Globo” atribui ao Samba,  o título de antídoto contra a desesperança!

Para Geraldo, a explicação para a  força e a permanência do samba como nossa grande expressão cultural, talvez se dê, “porque ele traz em sua substância a dor da diáspora africana e o dom paradoxal de fabricar alegria, a despeito das tragédias do mundo. Talvez seja isto que o faça poderoso e garanta a sua posteridade. Como diz o filósofo Nelson Sargento, ele às vezes agoniza, mas não morre.”

Isto porque, conforme bem colocado por Carneiro: “O Brasil pode criar os piores abacaxis políticos, as piores quizumbas econômicas, os piores bafafás ideológicos, mas os sambas dos craques de hoje e de sempre são alguns de nossos grandes antídotos contra o veneno da desesperança.”

Assim, estando sempre presente  como parte integrante da vida do brasileiro e como remédio para todo tipo de dor,  produzindo esperança de dias melhores,  sendo fonte da auto-estima do brasileiro e principalmente como expressão da alegria genuína do nosso povo o acompanha através da história da sua formação sócio-cultural, estava mais que na hora do Samba receber a devida homenagem da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – EBC, uma das mais antigas instituições brasileiras.

Assim, A EBC em parceria com a Funcultural de Porto Velho, Federação das Escolas de Samba – Fesec e Projeto Samba Autoral,  promoverão no dia 1º de julho, o lançamento do Selo Comemorativo, alusivo ao Centenário do Samba.

Fora da rota tradicional, a solenidade de lançamento vai acontecer no Calçadão Manelão em frente ao Mercado Cultural em Porto Velho: “É uma honra saber que nossa capital Porto Velho foi selecionada para realizar o lançamento do Selo do Centenário do Samba. “Isto quer dizer, que somos uma cidade considerada sambista pelos pesquisadores do Brasil”, disse o compositor Oscar Knightz

Além de Porto Velho, o Selo comemorativo ao Centenário do Samba, também será lançado com eventos  no Rio de Janeiro, Cuiabá e  na cidade Ubá em Minas Gerais.

Deixe seu recado

porntt free porn adultpicsxxx.com