Museu do Samba

museu-do-samba-texto

O Museu do Samba, aos pés do Morro da Mangueira, pretende eternizar para as futuras gerações, a memória do samba

Aos pés do Morro da Mangueira, eterno lar do inesquecível Cartola e um dos redutos de samba carioca, foi erguido em homenagem ao grande sambista.

 

Ali foi montado o dossiê que provou ao mundo que o samba do Rio de Janeiro é Patrimônio Cultural do Brasil, como a mais original e autêntica manifestação da cultural do brasileiro, sua grande identidade no mundo.

Como forma de manter viva a memória desta identidade, o Centro Cultural passou a reunir e expor um riquíssimo acervo de documentos textuais, livros, fotografias, discos, fantasias carnavalescas entre outras peças e instrumentos típicos e cheios da riqueza do samba carioca.

A intenção era também preservar e gerar o reconhecimento do samba como bem legítimo e  importante expressão cultural que reflete em seu gingado, em seus acordes, em sua originalidade, o  modo de vida do carioca e do povo brasileiro.

Assim, pela riqueza do acervo, pelo cuidado com tudo que ali esta preservado e pela necessidade de que esta memória se mantenha viva, o Centro Cultural Cartola foi transformado no Museu do Samba.

O anfitrião, sentando num banquinho com seu violão e o inconfundível sorriso no rosto, é o Mestre Cartola, eternizado em uma grande estátua à frente do Museu.

Ao adentrarmos, podemos fazer uma viagem pela história do samba, desde os eu nascimento, passando pela história dos seus grandes protagonistas, até o glamour dos desfiles das escolas de samba dos tempos atuais.

Uma visita que vale a pena não apenas para  adquirir conhecimento. No Museu do Samba, temos a oportunidade de nos sentirmos dentro da própria história da maior expressão da nossa cultura e de sentirmos porque o samba corre em nossas veias.

O museu do Samba fica na Rua Visconde de Niteroi, 1296 Rio de Janeiro – RJ

Fica aberto de segunda à sexta-feira das 10 às 17h.

Deixe seu recado

porntt free porn adultpicsxxx.com