Acadêmicos do Grande Rio

grande-rio-texto-sambando2No dia 22 de setembro de 1988, o sonho se realizou: foi fundado o G.R.E.S. Acadêmicos de Duque de Caxias. Para que a agremiação fosse filiada à Associação das Escolas de Samba da cidade do Rio de Janeiro, teria que ser oriunda de um bloco carnavalesco. Para tal, surgiu o G.R.B.C. Lambe Copo, localizado no bairro Prainha, no Município de Duque de Caxias, e filiado à Federação dos Blocos Carnavalescos do Rio de Janeiro.

Tendo apoio de quase todas as escolas de samba da Associação, de quase todos os políticos do município, da sociedade caxiense e, principalmente, dos sambistas, reuniram-se os fundadores e foi feita a eleição para a primeira diretoria do Acadêmicos de Duque de Caxias.

O Sr. Milton Abreu do Nascimento, conhecido como Milton Perácio foi eleito Presidente e decidiu que a Escola deveria ter um Patrono e um Presidente de Honra e que deveria ser uma pessoa de influência para ajudar ou até mesmo financiar o carnaval da escola.

Depois de contatar vários empresários do município sem obter êxito, foi lembrado o nome da família Soares, que acreditando no nosso ideal e dando um voto de confiança aos sambistas desta cidade aceitou o convite e a partir daí o Sr. Jayder Soares da Silva passou a ser o Presidente de Honra e o Deputado Messias Soares nosso Patrono.

O G.R.E.S Acadêmicos de Duque de Caxias iria disputar o quinto grupo de acesso das Escolas de Samba, no entanto surgiu a idéia de que a escola poderia disputar o segundo grupo e para tal teria que adotar o nome da antiga escola G.R.E.S. Grande Rio, pois a mesma já fazia parte da acima mencionado.

Depois de várias reuniões com a Diretoria os membros da antiga Escola Grande Rio, o Presidente de Honra Jayder Soares sugeriu que se fizesse a fusão das duas agremiações e no dia 22 de setembro de 1988 passou a ser chamar ACADÊMICOS DO GRANDE RIO.

No carnaval de 2009, com o novo carnavalesco CAHÊ RODRIGUES e Wantuir como intérprete, a escola conquistou seu inédito título na elite do samba, com o enredo que fez a abertura do ano da França no Brasil – “Voilá, Caxias! Para Sempre Liberté, Egalité, Fraternité. Merci Beaucoup, Brésil, não tem de quê!“.

O enredo “Das arquibancadas ao camarote no. 1. um “Grande Rio” de emoção na apoteose do seu coração”, narrou a trajetória dos 25 anos de sambódromo.

Em 2015 a Grande Rio mostrou que é mesmo ‘do baralho’. Desenvolvido pelo carnavalesco Fábio Ricardo, o enredo foi “A Grande Rio é do Baralho!”. A escola garantiu o terceiro lugar na disputa.

Em 2016 foi a vez do Futebol Paulista ganhar a avenida com o enredo “Fui no Itororó beber água, não achei. Mas Achei a Bela Santos e por ela me apaixonei…” . Além do Rei Pelé, que flutuava sobre uma bola gigante no início da avenida e trocava o uniforme do Santos pelo da Seleção brasileira,  o time do Santos Futebol Clube quase completo desfilou pela avenida.

Em 2017,  uma homenagem a uma das grandes divas da música brasileira Ivete Sangalo, um grande show de energia positiva na avenida.

Deixe seu recado

porntt free porn adultpicsxxx.com